Intimidade em um relacionamento

Bruna, não desista

2020.10.22 19:51 nossa_eu_to_feliz Bruna, não desista

Eu sei exatamente o que eu fiz quando eu te pedi em namoro. Eu tomei a decisão de conhecer e compartilhar minha intimidade com uma pessoa que corre atrás dos seus objetivos, uma pessoa decidia e que sabe o que quer. Percebi que nosso relacionamento tem muito significado e que me faz querer ser uma pessoa melhor. Eu olho para você e vejo qualidades que eu gostaria de ter. Minha admiração por você só aumenta a cada dia.
A vida é muito difícil, cheia de problemas e, na maior parte do tempo, é sofrimento. Qualquer pessoa que te disser o contrário está tentando te vender algo. Lembra disso? Eu não estaria te ajudando se parasse por aqui. Mas é através desse sofrimento e do seu esforço que surgem os significados mais belos que sua vida pode ter. Basta dar uma direção para suas ações. Pense no bem que podemos fazer a outras pessoas, as rizadas que podemos provocar, o aprendizado que temos quando conversamos com alguém, os mistérios que ainda vamos conhecer, as lágrimas de alegria que ainda vamos derramar, as refeições em família que teremos um dia, a vida de pessoas que poderemos melhorar um pouco e quanto nós mesmo cresceremos nessa jornada. Ao olhar para trás, veremos muitos erros e acertos, mas pode ter certeza que não vamos nos arrepender de não ter desistido.
Bruna, espero que você possa ler isso. Sua vida está muito difícil, eu sei. Talvez eu mesmo não consiga imaginar pelo que você esteja passando, mas eu te faço um apelo: não desista de si mesma. Eu, pelo menos, não desistirei.
Te amo Bruna.
submitted by nossa_eu_to_feliz to desabafos [link] [comments]


2020.10.21 16:34 pybercom É errado pensar dessa forma?

Eu atualmente estou em um relacionamento a distância e ela toma algumas medicações para dormir, recentemente no fim de semana ela almentou a dose em um dia que n conseguia dormir,eu preocupado com ela fiquei em chamada com ela ,nesse dia a gente conversando ,ela disse que queria mostrar uma coisa ,eu inocentemente querendo saber oq é,ela mostrou o peito,meio sem reação para isso do nada,eu tenho noção deq é errado nas a gente tem a intimidade para isso e eu dps de tudo outro dia falei com ela , Porém isso vem se repetindo quase todos os dias eu gosto mas eu tenho medo da nossa relação ficar confusa e parecer algo que um só sente atração pelo outro e nada mais. Estou me preocupando demais?
submitted by pybercom to desabafos [link] [comments]


2020.10.15 04:43 satanistboy Descobri que minha ex (terminamos recentemente) me descartou por uns 3 caras q ela nem conhece pessoalmente e ainda por cima namorou cmg por interesse

O finalzinho do relacionamento com ela estava bem complicado e com muita briga, mas pelo oq eu percebi, ela q não estava mais se esforçando mais pra dar certo (coisa que eu sofro o tempo todo com isso, mas isso é assunto pra outra publicação) e não tava tentando que as coisas dessem certo nem tava ligando pra nada disso. Dps do término uma amiga minha tinha dito q ela tava com ciúmes de um cara q a gente conversava via discord e era realmente ciúmes amoroso mesmo, o próprio cara me disse ontem enquanto conversávamos, ela também falou pra esse cara q ela nem tinha intimidade q tinha terminado e deu em cima dele, fora isso ela deu em cima do namorado de uma amiga minha e ta dando em cima de um cara também
Ela literalmente namorou cmg pra se aproximar desses 3 caras e terminou, me sinto muito descartável e decepcionado por eu ter sido descartável dessa forma, sinceramente é mito deprimente ter sido trocado por 3 pessoas que ela nem viu a cara das pessoas....
Não sei oq pensar sobre isso
submitted by satanistboy to desabafos [link] [comments]


2020.10.04 07:04 LilBabyBro18 Por que eu sinto isso?

Boa noite nenês que estão lendo o desabafos dos outros a essa hora kkk, eu... tô tentando começar meu desabafo de uma forma otimista e sla... amigavel, só pra quebrar o gelo mas por dentro eu tô sentindo uma angústia grande pra porra, um aperto no peito sei la.
Tenho dois amigos que jogam videogame comigo, Roseane e Silva (nome ficticio) e nos 3 jogamos direto e nos divertimos bastante, damos risadas, conversamos e desabafamos uns com os outros entre as partidas dos jogos, e hoje a noite fomos na casa do Silva pra nos encontrarmos (a gente não se vê muito pessoalmente, por conta da rotina corrida do dia-a-dia) e nas poucas vezes que todos nos 3 nos vimos nós os divertiamos muito assim como quando a gente tava em chamada. Só que hoje eu tava com a expectativa a mil de me divertir bastante com eles e tals, e em dado momento os dois foram pros fundos da casa do Silva e ficaram la conversando 2 horas direto, eu fiquei no quarto dele jogando videogame e conversando com o irmão dele (que eu ñ tenho tanta intimidade assim) mas sla... e em dado momento ele brincou dizendo que talvez eles estivessem se pegando ou coisa do tipo mas sla, depois que ele falou isso eu me senti meio estranho, tipo... er... por que sabe? Pra ser sincero eu ainda não sei dizer como me sinto em relação a isso.
Não sei dizer se é algo bom ou ruim, pq ambos são jovens e solteiros e etc, mas sla... me veio uma sensação ruim que na hora me deu uma vontade muito grande de ir embora, eu só enrolei e fiquei mais pq a mãe do Silva gostou de mim e ficamos conversando um pouco mais, ai dps de 2 fucking horas deles de conversinha/segredo/pegação ou sla o quê tenha acontecido. Eu falei que tava me sentindo meio mau do estômago e voltei pra casa, agora ja vai dar 01:00 da manhã e quando foi 00:27 eu mandei mensagem pra Roseane e ela disse que ainda tava la na casa dele, os dois no quarto jogando.
E eu não sei de verdade como me sentir em relação a toda essa situação, ao mesmo tempo me sinto bobo e idiota por dar tanta importância à algo que não me diz respeito, mas também como falei no paragrafo anterior me sinto meio confuso por justamente não saber oq fazer. Parece um misto de sla, traição ou que fui enganado, pq até onde eu sei... sla, amigos não mentem ne? Não guardam segredos
Nunca foi muito facil pra mim fazer amigos, de verdade mesmo. Desde bem novo senti uma barreira entre eu e as pessoas, e vinham varios motivos/vozes na minha cabeça que me faziam pensar assim (que eu não era tão legal pra estar com essas pessoas, que mereciam alguém melhor ou coisa parecida) hoje em dia eu sei que é bobagem continuar pensando nisso e eu nem dou mais tanta voz pra esses pensamentos.
Mas desde que eu cheguei em casa parece que eu voltei a sentir isso denovo, tipo... sera que eles não confiam ou não gostam de mim o suficiente pra me contar esse tipo de coisa? Oq aconteceu la por 2 horas? Como vocês reagiriam se seus amigos mais proximos começassem um relacionamento?? Eu não sei como me sentir em relação a tudo isso, só bateu uma tristeza bem repentina essa noite. Tem algumas coisas a mais pra eu colocar pra fora mas por enquanto ja foi o suficiente, obrigado de verdade por ter lido até aqui :)♡
Um abração e um cafuné (caso esteja precisando)
xxx :)
submitted by LilBabyBro18 to desabafos [link] [comments]


2020.10.02 07:50 JVAbrantes Descobri que sou Demissexual na pior hora possível.

Seguinte, eu estava assistindo um podcast onde o convidado explica sobre como é ser um demissexual (pessoa que só consegue sentir atração sexual quando há também atração amorosa, ou seja, ou estou apaixonado ou estou tragicamente na seca) e a minha ficha simplesmente caiu; todas as características batiam com minha própria forma de sentir em relação à vida sexual. Não consigo ter lances casuais, não consigo flertar pelo intuito de fazer sexo, não consigo ser safado se eu não estiver caidinho de amores pela pessoa. Basicamente, sentir amor é tudo o que me dá tesão.
E sei que isso pode parecer fofo ou romântico, mas as coisas não são bem assim...
Apesar de ser maravilhoso poder esclarecer meus pensamentos e tirar das costas o peso de acreditar que tinha algum tipo de distúrbio ou disfunção sexual, eu saí de um relacionamento amoroso no começo do ano, e puta que me pariu, como eu amava aquela mulher. Agora, em quarentena, onde as pessoas estão se satisfazendo através de nudes e flertes (ou quebrando a quarentena, infelizmente), tudo o que me resta de satisfação sexual são memórias e imaginação, porque eu não sou o tipo de pessoa que consegue amar um novo alguém sem que se passe muuuuuito tempo desenvolvendo intimidade e carinho (pra vocês terem noção, antes de dar o primeiro beijo, levamos quase um mês e meio indo a encontros sem que rolasse absolutamente nada. e ela ainda teve que me dar uma chantageada pra que eu não levasse ainda mais tempo HAHAHAH. de verdade, ela é incrível e merece um prêmio pela paciência).
Pra encerrar meu desabafo, eu só queria deixar registrado o quão frustrante é ter pessoas interessadas em você, pessoas que você sabe que são atraentes e inteligentes, mas não ter o mínimo de desejo por elas pelo simples fato de não amar nenhuma delas. É uma merda querer companhia mas não suportar dividir uma intimidade sexual onde não há nenhum laço.
ps: isso também é meio que um pedido de desculpas pra todas as pessoas que andam flertando comigo nas redes sociais. cês são absolutamente gatíssimas e eu realmente tenho que dizer: o problema sou eu.
submitted by JVAbrantes to desabafos [link] [comments]


2020.10.02 04:11 raphaellsan Porque essa dificuldade em encontrar um novo contato, conversar e descobrir um fantástico sexo casual?

Olá, meu primeiro post por aqui 🤫. Estava numa rede social de encontros casuais (sexlog) e essa pergunta me venho a mente.
Tive experiências sexuais incríveis, com pessoas incríveis, ao longo de minha vida. Todas essas experiências se resumiam a 2 coisas: relacionamento ou grana.
No relacionamento, eu cai de paraquedas na situação, me envolvi, aprendi e curti. Me viciei no prazer do sexo e achei maravilhoso. Com o passar do tempo, só sexo não era o bastante, então propus algo a mais: o carinho, amor, afeto... todos negados e o relacionamento terminado.
Com isso e com o passar do tempo, vi que o desejo por companhia (aliado ao tesão) me fizeram querer buscar acompanhantes. As acompanhantes são bem pagas. Muito bom, mas não supriu ou modificou o desejo. Simplesmente continuei desejando a companhia.
Então vim ao encontro de pessoas com um pensamento semelhante. Será que encontraria alguém que desejasse uma companhia afetiva aliada ao sexo?
Entrei na rede social em busca disso, mas até o momento, parece que não há alguém que pense do mesmo modo e que more próximo.
Bom, obrigado pela leitura. 😉
EDIT: Vim só comentar o que pode está rolando agora. Puta tristeza por ser manipulado por uma acompanhante por querer ter intimidade. Me sinto um babaca por querer carinho, beijo e sexo. 😑
submitted by raphaellsan to sexualidade [link] [comments]


2020.10.01 04:42 man-in_the-box Medo de investida: o que fazer?

Bom, talvez eu ja tenha dito aqui que com 20 anos de idade, eu nunca nem beijei, e isso me faz sofrer um pouco, mais por curiosidade de querer experimentar a intimidade do que qualquer outra coisa.
O ponto é que, eu tenho pensado em tentar algo com alguma garota, e mes passado eu tentei uma investida e acabei saindo de maos vazias, apesar de nao nos conhecermos pessoalmente, fazemos parte de um mesmo projeto e eu primeiro enviei uma mensagem anonima pra ela, e quando ela respondeu no grupo do projeto e se mostrou aparentemente “aberta”, eu tentei mas nao deu nada, infelizmente.
Enfim, eu fiz curso pre-vestibular durante 2 anos, e no primeiro ano, uma menina que fazia parte da minha turma era uma amiga/conhecida de um cara que voltava a pé junto comigo, pois eles tinham estudado juntos no colegio. Eu sempre tive uma atraçaozinha por ela (nada demais, eu so sempre tive vontade de pegar ela), trocavamos olhares mas nunca trocamos uma so palavra. Acabou que ela passou numa universidade, se mudou de cidade e esta no segundo ano do curso dela, eu entrei em outra universidade e estou no primeiro ano do meu curso, morando na mesma cidade. Eu sei disso porque eu lembro o nome completo dela, e pra minha felicidade, achei o instagram, que estava aberto. Entao dei uma vasculhada la algumas vezes. Eu quero MUITO entrar em contato com ela, inventaria uma historia de que o perfil dela apareceu nos recomendados pra eu seguir (mesmo nao tendo nenhum perfil em comum entre os dois, ou seja, ninguem que eu sigo segue ela), e perguntaria se ela, por causa da quarentena, esta aqui de novo. Ai eu tentaria marcar um encontro. Por algum motivo que eu desconheço, eu sou louco pra dar um belo de um beijo nela. Detalhe: eu nao sei se ela namora, tudo indica que nao.
Mas eu tenho muita timidez com relacionamentos, muitissima mesmo, ate estou frequentando uma psicologa mas eu ainda nao cheguei nesse ponto exatamente, ou seja, eu ainda tenho muito medo de investir, por pura vergonha mesmo.
Me sinto decepcionado por nao poder investir, e porque simplesmente me faltam opçoes.
O que voces fariam numa situaçao dessas?
submitted by man-in_the-box to relacionamentos [link] [comments]


2020.09.16 14:29 brigaxxx ME AJUDA, NÃO CONFIO NA MINHA NAMORADA

Bom, vamos aos fatos. A HISTORIA É GRANDE DESCULPA!
Tudo começou quando minha ficante (que ja morava em outra cidade, porem não tão longe) se mudou para uma cidade a mais de 10 horas de distancia, um tempo depois que conseguimos se visitar começamos a namorar. Ela saia muito com as amigas do trabalho e havia feito um amigo que eu ja não gostava muito, um dia eu fui para uma festa nessa cidade com ela, com esse amigo (que eu sentia maldade nele) e outro conhecido dela, esse outro ficava me olhando diferente e falando umas coisas para sacanear e eu como não abaixo a cabeça tirava com ele também (essa parte da historia vocês vão entender no final).Quando acabou o contrato de trabalho dela, ela voltou para a cidade onde começaria a fazer o mestrado, la era onde ela tinha boa parte de amigas e amigos. No dia em que ela chegou na cidade ela fez um vídeo pro insta dando um shot e dizendo que estava com saudade da cidade, nisso no whats ela me mandou uma foto dela para dizer que estava tudo certo e tals, eu a elogiei bastante e ate esse momento do nosso relacionamento eu não tinha paranoia nenhuma. Quando chegou o final de semana para nos se vermos eu comecei a fuçar o celular dela pois sabia que ela conversava com um guri que ela ja conhecia a 6 anos e ja havia ficado com ele algumas vezes e eles as vezes estava na cidade. Foi quando eu vi a mesma foto que ela mandou para mim no dia do shot, ela mandou para ele! nisso embaixo estava escrito que ela queria que ele estivesse em lages. em uma briga futura comecei a jogar na cara dela essa intimidade deles que eu não gostava e tal... e alguns meses depois quando fui olhar a conversa deles estava apagada, porem eu sabia que eles haviam conversado... eu cobrei ela e ela sempre falando pra eu não me preocupar... Um dia estávamos na praia e eu estava usando o celular dela para usar a câmera, quando veio uma mensagem de um cara (q eu n conhecia) com apenas escrito na mensagem ''vou quarta-feira'', porem o resto da conversa não existia, foi uma mensagem aleatória, porem bem estranha, na hora ela estava deitada e eu fiquei muito puto achando que ela estava combinando com o cara, cobrei ela ela chorou e jurou pela família que não falava a anos com esse cara porem já havia ficado com ele no passado (q era outro amigo dela). Quase terminamos eu estava muito mal e minha paranoia só ia aumentando, então botei ela na parede e comecei a vasculhar tudo no whats, foi quando eu vi que uma vez, na primeira cidade do trabalho ela havia saído com esse amigo que eu sentia maldade sem me falar porem nesse dia ela falou q ia com uma amiga e não com ele, ela falou que ele chamou ela e como ela já ia chamou ele mas nem me avisou isso foi estranho eu já estava mais mal ainda, brigas aumentando eu paranoico ate que terminamos e voltamos a um tempo agora. Porem ela não fala mais com aquele amigo da foto, esses outros estão todos bloqueados e tal pois eu meio que larguei pra ela q preferia isso e foi feito. ela continua dizendo q nunca me traiu e o pior q eu não tenho prova, so situações estranhas sabe? A ultima coisa que achei foi o cara que era amigo do da cidade de longe que estava no carro sabe? ele dando moral pra ela e ela também dando moral porem nessa época não namorávamos e quase certeza q pela conversa rolou algo, mas ela diz q nunca ficou com ninguém depois que começamos a ficar. Atualmente estou tentando esquecer td porem ta muito difícil parece que só piora e eu só me maltrato pensando e não sabendo oq fazer pois quero confiar sabe? O pior de tudo é que a pessoa que ela é não aparenta ser uma pessoa q trairia. Isso tudo rolou nos nossos 2 anos de namoro, fora alguns detalhes que se eu contar vai ficar muito grande. Preciso da ajuda de vocês, gostaria de saber se devo confiar ou o que devo fazer pois estou sempre cobrando ela de algo e demonstrando um ciume, não posso ver ela no insta q ja fico pensando merda, e querendo cobrar ela ou coisa do tipo... e eu a amo mas ta foda... Eu me senti humilhado ao ir em uma festa que 2 caras ela conversava, um ela deu moral o outro saiu com ele sem eu saber e eu sem saber nada inocente lá...
submitted by brigaxxx to desabafos [link] [comments]


2020.09.13 22:39 TravsTravinho Por que as pessoas têm medo de assumir um namoro? Por que é tão difícil mergulhar no amor e aproveitar os bons momentos?

Eu (20H) conheci esse menino (19H) no Tinder faz alguns meses, acho que há uns 4 ou 5 pra ser mais exato. Ele é bem bonitinho e é o meu tipo rs, mora em uma cidade que fica meia-hora de estrada da minha. Eu me divido entre morar aqui e em outra cidade (300km de distância) onde faço faculdade, e ele faz faculdade do outro lado do Brasil. Ambos estamos de volta nas nossas cidades natais por conta da quarentena em 2020 e das aulas estarem rolando online.
Nós conversamos alguns dias sem parar por mensagem, eventualmente esquecemos um pouco, mas depois voltamos a conversar por ter dado um segundo match no Tinder, daí fui bem direto, já que nunca consigo um date nesse raio de aplicativo e resolvi chamá-lo pra sair (isso em Julho). Saímos, ele veio pra cá, e como eu tenho carro a gente começou a dar bastante rolê por aqui, e depois eu sempre levo ele de volta na cidade dele, ficamos sempre batendo papo até de madrugada no carro. Contudo, ele não pode ficar aqui em casa e nem eu posso ficar na casa dele, porque ambos estamos ficando na casa dos pais.
A maneira que achamos de ter um momento foi a de irmos para a cidade onde faço faculdade, lá eu tenho minha casa e podemos passar um tempinho mais íntimos. Acho que no nosso quarto date fomos passar uns 4 dias lá. De qualquer forma é meio caro, e pegar um avião pra cidade dele não é uma opção também, pelo menos não agora com o preço das passagens. Normalmente fazemos sexo no carro perto da casa dele, e sim, eu sei, é triste a vida do gay que não pode ter intimidade com alguém.
De qualquer forma toda semana a gente se encontra, ele não tem tanta grana e acaba que eu pago muitas coisas pra ele. Durante o mês de Agosto, entre a viagem pra minha cidade, idas e voltas da cidade dele, restaurantes e gasolina eu acabei gastando 2.100 reais!!! Eu não sou rico nem nada, eu só ganho uma boa bolsa de 1.500 reais pela faculdade, que não tenho usado pra nada esse ano (to na casa dos meus pais desde Março) e tenho um tantão desses meses todos guardado na poupança para viajar ano que vem.
Estamos muito bem até então, passamos noites e noites conversando no Discord, vendo Netflix juntos. Ele já sabe muito sobre a minha vida, sobre meus relacionamentos passados, meus amigos, minha família e eu sei sobre o dele, incluindo o péssimo passado que ele teve com um ex-namorado abusivo. Ele me diz que sempre foi um inocente apaixonado, e se jogou muito facilmente nesse relacionamento com o ex, o que gerou muitos traumas, crises de pânico, rolou traição e mais um monte de coisas bem pesadas que não quero falar aqui.
Eu sou um cara bem de boa, ele diz que eu sou um príncipe, que nunca conheceu alguém que o tratasse tão bem, que fosse tão inteligente, atencioso. Acho que parte disso é que nos meus relacionamentos passados eu aprendi a me importar muito com quem eu amo, e realmente, eu sempre faço muitos elogios pra ele, tento fazer ele se sentir seguro, e por mais que ele tenha dificuldades de acreditar que alguém realmente gosta dele, sempre gosto de afirmar como ele é importante, autossuficiente, e merece tudo de bom no mundo, que ninguém mais pode fazer com ele o que o ex fez. Eu sou o tipo de namorado que mostra o quanto gosta e se importa desde coisas pequenas, como abrir a porta do carro , até imaginar que eu me jogaria na frente de um tiro por quem eu amo, e eu o amo. Amo muito, nunca conheci alguém assim, e eu sei quando é paixão e quando é amor, sou novo, mas eu sempre fui meio precoce rs e precisei amadurecer muito cedo na vida.
Ele disse que me ama primeiro, não sei, eu aprendi a não admitir isso tão cedo, ver onde estou pisando e ver se realmente há reciprocidade. Posso tecer mil elogios mas só digo que amo quando tenho certeza. Tudo parece muito perfeito (exceto pelo dinheiro rs), mas ele não quer namorar, ele tem medo, muito medo. Medo de se entregar e fazerem de novo com ele o que ele sofreu, medo de que algum príncipe como eu resolva mudar meu jeito repentinamente e vire um monstro, usando da dependência emocional dele como arma, chantageando, traindo, etc. Medo de voltar para a cidade da faculdade dele e estar preso em um relacionamento com alguém há quase três mil quilômetros de distância, por mais que eu não veja problema em voar até lá para vê-lo. Medo da palavra “namorado”.
Sério, a gente já faz tudo que um casal de namorados faria, talvez seja meio cedo, mas ele diz que não quer ficar com outras pessoas além de mim, e eu digo o mesmo, ele diz que me ama e que não vê o dia dele sem falar comigo, que não consegue ficar longe de mim por muito tempo e já morre de saudade quando a gente se despede, ficamos conversando no carro, ouvindo música, mostrando qualquer coisa no celular um pro outro até a bateria acabar e perdermos noção do tempo. Já cheguei em casa 5h da manhã uma vez sem saber que horas eram ou por quanto tempo ficamos juntos. Ontem assistimos um filme em call pelo Discord e eu assisti ele dormir por umas duas horas enquanto eu estudava para uma prova que fiz hoje cedo, e quando ele acordou no meio da noite disse que não queria desligar, que queria dormir sentindo como se estivesse comigo, abraçando o travesseiro. Mesmo assim, ele não quer me chamar de namorado.
Mas, se o sentimento que eu sinto por ele é tão bom e puro, se nosso amor é tão saudável e cresce cada dia mais, por que precisamos nos segurar e não nos jogar no amor? Como pode uma pessoa traumatizar outra a ponto de alguém ter tanto medo de uma palavra?
submitted by TravsTravinho to desabafos [link] [comments]


2020.09.12 05:58 nickfara Você sai com mais de uma pessoa?

Boa noite brreditors. Antes de entrar em um relacionamento sério, vocês sai com mais de uma pessoa ou escolhem uma? Não quero dizer somente pra transar, mas também sair, conhecer possíveis parceirxs, ficar e etc.
Geralmente eu escolho uma e só saio com ela e só vou atrás de outra se acaba não dando certo. Da pra contar nos dedos de uma mão as vezes que sai com alguém somente pra transar. Não é muito minha praia, prefiro fazer outras coisas e depois pode terminar no sexo e acabo criando uma intimidade um pouco maior. Aí apesar de não ter nada declarado com a pessoa eu não procuro outras pessoas. Pelo menos até agora...
Tô saindo com uma mulher já faz uns meses, ela é muito legal mas comecei a conversar com outra que também parece ser legal. Queria umas opiniões de vocês.
submitted by nickfara to relacionamentos [link] [comments]


2020.09.09 05:36 NieleBS Insegurança pós término de relacionamento

Vivi um relacionamento tão complicado, por tanto tempo, que ter terminado (há 20 dias) me deixou muito instável. Acho que meu relacionamento anterior comprometeu muito minha estima. Durante o relacionamento eu me prendia a terminar pq não conseguia achar que teria chance com outra pessoa, em algum momento da vida. Não sei se por mim mesma ou se ele me levava a acreditar isso... Há 20 dias estou aliviada por não me sentir mais tão sufocada, mas, ao mesmo tempo, estou apavorada por motivos que nem sei explicar ao certo quais são. Não me sinto capaz de desenvolver sintonia com alguém, de ter intimidade...não me sinto bonita, interessante, passei a enxergar defeitos em mim. E esse é um pensamento recorrente, todas as noites desde então.
submitted by NieleBS to desabafos [link] [comments]


2020.08.31 05:18 _powerguido_ Senta que lá vem história

Ficamos juntos por 5 anos. E não foram 5 anos fáceis - minha ex namorada teve problemas que eu não sabia como ajudar. Ela era literalmente stalkeada por um ex colega de classe que simplesmente se apaixonou por ela e passou mais de dois anos perseguindo ela no trabalho, no mestrado, na academia. Chegou a conspirar com colegas da faculdade pra saber onde ela estava, quem eram as pessoas próximas dela. Tentou rapta-la, mais de uma vez. Subornou familiares para ficarem do lado dele. Pra ela, ele era só um cara que não sabia expressar os sentimentos bem. Se ele parou? Não. Mas reduziu a agressividade consideravelmente e hoje em dia se limita à "só" mandar um buquê de rosas no aniversário dela.
O cara já estava tão enraizado na vida dela antes de eu aparecer, que eu simplesmente não consegui convencer nem mesmo a minha ex de que ele era um cara realmente transtornado. O terror que era esse cara na vida dela só serviu pra agravar ainda mais o caso grave de ansiedade que ela tem. Vocês sabem o que é ver uma crise de ansiedade pela primeira vez, sem nem entender o que estava acontecendo? Mas uma crise grave mesmo, de fazer a pessoa chorar por duas horas sem parar, de ficar arranhando o corpo todo com as unhas e viver com hematomas nos membros do corpo por causa disso. E isso começou a ficar constante... uma hora eram uns arranhados no rosto, depois nas pernas. Até o dia em que eu fui ver ela e os dois antebraços estavam quase em carne viva.
E o pior, é que eu quase nem me lembro mais dessa época. Foi muito intenso e me afetou negativamente por muito tempo. Eu conseguia entender que um babaca machista se via no direito de perseguir uma mulher só porque ela não queria namorar com ele - mas meu deus do céu, eu com certeza não conseguia entender como ela mesma não via o quanto ela precisava de uma ajuda profissional por causa da influência negativa desse cara na vida dela (e por vários outros motivos que não valem nem a pena serem citados). Ela me usava como substituto pra tudo que ela não tinha na vida dela - um pai, um irmão, um psicólogo, um amigo. E eu me deixei levar, porque era ingênuo. Porque era meu primeiro namoro. Porque eu achava que eu podia consertar isso. "Depois das primeiras sessões no psicólogo ela vai perceber que esta fazendo bem pra ela", eu dizia pra mim mesmo. Passamos em tantos psicólogos, psiquiatras, gurus. Fizemos academia juntos, eu praticamente morava com ela e não ficava mais com minha família. Eu achava que eu podia dar um jeito na vida daquela menina.
E sinceramente? Eu podia mesmo. Eu não acho que falei alguma coisa errada pra ela em todo o tempo que estávamos juntos. Mas ela nunca me ouvia. E se ela ouvisse, talvez ela tivesse passado por essas situações com mais facilidade, nosso relacionamento teria tomado outros rumos e nós ainda estaríamos juntos. Mas não estamos, e quem está perdendo com isso é ela, porque ela não me superou com certeza. Ela mesma me fala isso.
Eu não acho que eu era um namorado incrível e maravilhoso. Eu nunca tive um carro pra conseguir dar um rolê com ela. Com meu dinheiro mal dava pra gente ir no cinema uma vez por mês. Mas cara, eu me esforçava tanto, tanto mesmo. Lembro que eu um dos dias dos namorados eu quase varei a noite fazendo uma carta à mão de umas 10 páginas, tinha vários desenhos coloridos, poemas apaixonados e promessas de amor. Ela achou ok. Gostou mais do bicho de pelúcia que eu também dei, que custou 10 reais e que claramente não tinha nenhum valor sentimental pra mim. É muito difícil lidar com um cara que persegue sua namorada, mas acho que é mais difícil quando sua própria namorada não dá valor pra como você expressa seu amor por ela.
Mas você leitor deve estar pensando "Mas você disse isso pra ela?" E a resposta é sim. Eu sempre fui sincero com ela, se algo me chateava, eu dizia. Nada do que eu estou escrevendo aqui é algum segredo pra ela. E eu achava que ela ia trabalhar essas informações pra criar um relacionamento mais confortável pra mim e pra ela. Mas ela escolheu ignorar.
Mas o motivo de eu estar escrevendo tudo isso mesmo na verdade é outro. A gente terminou, mas foi razoavelmente tranquilo e decidimos continuar nos falando. Nós dois somos adultos, não é porque discordamos de alguns pontos que precisamos deixar de apreciar a companhia um do outro pra todo o sempre.
E é aqui que sou obrigado a voltar pro começo do nosso namoro. Porque apesar de termos iniciado o namoro cada um com mais de 30 anos, perdemos a virgindade juntos. Crescemos sexualmente juntos. Aprendemos tanto juntos! Eu mais ainda, visto que era meu primeiro namoro. E eu reclamei muito aqui da minha ex (e ela realmente tem os defeitos muito marcantes dela), mas eu também preciso admitir que ela em muitos momentos foi tão minha parceira, minha confidente, minha amada. Eu passei calado por todas as situações que eu já descrevi aqui e muitas outras tão ruins quanto porque, no fundo mesmo, pra mim estava valendo a pena. A gente tinha intimidade, apesar da dificuldade extrema dela de se abrir pra mim. Eu estava sacrificando meu bem estar mental e físico para sustentar o nosso relacionamento.
Tanto que só perto do final do nosso relacionamento que ela assumiu pra mim a atração por outras mulheres. Eu entendo ela, tem gente que não reage bem à isso. Eu tenho certeza que a família dela não reagiria nada bem. Entendo que era um segredo que ela queria deixar só pra ela, e que mesmo com toda a intimidade sexual que a gente tinha, ela também tem o direito de manter coisas só pra ela. É justo.
Só que eu não fiquei com raiva, nem com medo de ela querer me trocar por uma mulher, nem tive essa ideia fetichizada de transar com duas mulheres ao mesmo tempo. Eu sou um cara hétero, mas eu acho o amor lésbico de uma sensibilidade e de uma beleza inexplicável. Eu sempre me sinto mais seguro perto de mulheres, sempre me conecto mais com elas. Desde pequeno eu gosto da presença feminina. Então a ideia de duas mulheres partilhando um relacionamento, parece uma coisa quase mágica pra mim. E de novo, não é nada sexual nem fetichizado, eu realmente só acho muito bonito mesmo. Então qual foi minha reação quando descobri que minha ex tinha vontade de viver isso que eu acho tão incrível? Incentivei ela à correr atrás disso.
Mas é claro que ela, criada numa família extremamente católica, iria simplesmente sair atrás de uma guria do dia pra noite. Foram meses de conversa, de aceitação da parte dela também, de entender que ela não era uma aberração da natureza porque sentia atração pelo mesmo sexo (e também pelo sexo oposto). Nossos últimos meses juntos foram repletos de muitas conversas relacionadas ao mundo LGBT+ e afins. Acho que nós dois também já sabíamos que as coisas não estavam mais super bem entre nós, e que era questão de tempo até a gente se separar. Nosso relacionamento estava bem desgastado mesmo. É estranho porque a gente consegue ser extremamente forte pra parceira quando ela precisa ir correndo pro hospital, ou tem uma crise de pânico, ou não se sente segura na rua e precisa que você pare o seu dia para fazer companhia à ela - mas parece perder a motivação quando essas situações se normalizam e você percebe que talvez aquela pessoa simplesmente não tem a proatividade de te mandar uma mensagem perguntando "como foi seu dia", e de alguma forma sempre está online no whatspp. Sim, nosso relacionamento acabou. E foi bom ter acabado. Eu precisava desse término, muito mais do que eu precisava de uma namorada.
Mas também é muito bom saber que aquela pessoa por quem você passou anos cultivando um sentimento também está vivendo a vida dela. É bom saber que dá pra gente marcar um dia pra devolver as roupas dela que ficaram aqui em casa, sem drama, sem dor de cabeça. Ela foi muito madura no término, eu também. De certa forma nosso namoro acabou, mas continuou como uma amizade - bem menos intensa, bem menos problemática, bem mais fácil de lidar. Mas também sem as partes boas, sem aquela sensação de que se está ajudando a pessoa. Mas é muito mais do que milhares de pessoas separadas têm hoje em dia. Não posso reclamar, eu tenho muita sorte.
Eu só queria mesmo poder partilhar com ela a experiência da descoberta homoafetiva dela. O que não vai acontecer, já que ela já deixou claro que não é obrigada a revelar nada da vida pessoal dela agora que nosso relacionamento terminou - e ela tem total razão nisso. Eu sei disso, eu concordo com isso, e ao mesmo tempo eu acho que ela está sendo tão injusta por me negar esse fato.
Eu sei que não justifica, mas eu me dediquei tanto ao nosso antigo relacionamento juntos. Tive que entender que eu não estava mais sozinho no mundo, eu tinha alguém pra dividir o mundo comigo. Eu tive que aprender a baixar minha guarda, contar o que me dava medo, me expor totalmente à alguém, me desconstruir inteiro. E isso é muito difícil pra mim. Eu sei que ela não me deve nada, e eu sei que eu sou um idiota por me apegar tanto à esse motivo tão besta. Mas isso é realmente importante pra mim. Tem uma coisa dentro de mim que é ansiosa em saber se minha ex está se sentindo acolhida por uma outra mulher, se teve uma boa primeira experiência. De novo, eu sei que soa muito trivial, mas é uma verdade tão grande dentro do meu coração que me faz querer chorar quando lembro que isso nunca vai acontecer.
E não tem nada que eu possa fazer a não ser aceitar. E é exatamente isso que eu venho tentado fazer, pelos últimos 6 meses.
submitted by _powerguido_ to desabafos [link] [comments]


2020.08.27 21:48 null_xD Como as possíveis dinâmicas do tinder/whatsapp podem levar ao suicídio.

  1. Se vc não chamar, ninguém vai chamar vc.
1.1 Se vc reclamar que ninguém chama vc, vão te ver como carente e desesperado e não vão chamar vc por causa isso também.
Ou
  1. Então você chama. E aí fica no vácuo.
2.2 Se vc reclamar que fica no vácuo, vai leva block ou permanece no vácuo.
2.3 - Se vc chama e fica no vácuo, não vão te dizer o porquê te deixaram no vácuo e vc é quem tem que adivinhar o porquê.
Talvez pq a pessoa é tão bombardeada por mensagens de tanta gente que vc é só mais uma mensagem insignificante num mar de mensagens.
Talvez por não ser atraente, talvez por não ser rico, talvez por não ter sido criativo suficiente pra falar algo além de um bom dia.
Ou talvez não seja por nada disso, mas vc nunca vai saber o motivo, porque ninguém vai te dizer o que porquê.
Ou
  1. Se vc reclamar que fica no vácuo. Vão te ver como carente, desesperado, e algumas pessoas vão te responder só por educação.
Ad1 (A pessoa te deixa num vácuo de 3 dias online, e depois quando ela fala ela reclama por vc demorar 3 minutos pra responder, querendo toda atenção imediatamente e se ela não tem essa atenção, ela para de falar contigo).
Ad2. (A pessoa que vc chama, reclama que ninguém chama ela, enquanto ela mesma deixa um monte de gente no vácuo, incluindo você e não vê nenhuma contradição nisso).
Ou
  1. Então vc não reclama de vácuo né, pra não parecer um pateta.
Vc então, segue a bola pra frente e não insiste, quando te deixam no vácuo, deixa pra lá, e passa pra próxima pessoa, e começa a falar com um monte de gente até que alguém te responda.
  1. Se você chama e alguém te responde, ela manda respostas monossilábicas a cada 45 minutos. (Hm, sim , ata, não, legal, etc).
Ou
5.1 se vc chama alguém e ela te responde, a conversa bacana pode durante umas boas horas ou poucos dias e você se empolga, até a pessoa parar de falar ou a pessoa sumir do nada, e vc não vai saber o porquê, porque não vão te dizer o porquê e cabe a você a tentar adivinhar.
Ou
  1. Então dizem que para que alguém se interesse por vc e te responda, você tem que demorar a responder, parecer frio e distante, pq dizem que isso é o que gera o interesse né. Aí vc demora a responder ou some por um tempo pra ver se alguém te chama ou sente sua falta. Mas vc percebe que ninguém notou que vc sumiu.
Ou se notou e sentiram sua falta, não te procuraram mesmo assim, o que no final não tem como distinguir do lance acima
Ou
6.1 Vc chama e a pessoa responde,. A conversa dura algum bom tempo e vc enfim chama ela pra sair.
6.2 ela diz "vou ver um dia e te aviso". o que sabemos é um dos códigos para "não vou"
Ou
6.3 ela diz que não pode porque já está afim de outra pessoa.
Ou
6.4 Ela te deixa no vácuo.
Ou
6.5- Ela diz que tá procurando apenas amizade, enquanto posta stories que procura alguém
Ou
6.5.1 - ou posta stories saindo e ficando com outra (s) pessoas.
Ou
  1. Ela aceita sair com você, yeah
7.1. mas um dia ou horas antes do encontro ela desmarca, dizendo que tem que ajudar a mãe a costurar um vestido. Ou tem algum aniversário pra ir. Ou qualquer outro imprevisto de última hora.
Ou
7.2 - Vcs marcam o encontro e vc chega no local combinado e espera mais de uma hora até perceber que você levou um bolo.
7.3. vc pergunta o motivo do bolo e fica no vácuo
7.4 ou te respondem que houve um imprevisto de última hora. Q não deu pra avisar.
Ou
  1. O encontro acontece.
8.1 vocês saem, conversam e tomam um sorvete. Mas vc é tímido demais pra tentar beijar a pessoa. Então vcs se despedem e a pessoa se afasta por que vc n teve atitude e vcs nunca mais veem.
Ou
8.2 vc tem coragem pra beijar a pessoa, mas a pessoa se afasta no momento e diz que não tá afim. Por algum motivo que seja, e vc não sabe se foi algo que vc fez de errado ou não, e vcs se despedem depois e nunca mais se veem.
Aí vc diz. Foda-se toda essa merda. Não quero mais fazer parte desse circo
Daí você decide não chamar mais ninguém, e não falar mais com ninguém e desinstala esses apps de relacionamento.
Mas aí você se sente sozinho e deprimido. E baixa os apps de relacionamento denovo. E vc sabe que de acordo com o primeiro ponto:
  1. Ninguém vai chamar você se vc não chamar primeiro.
Mas vc não quer passar por tudo isso denovo.
Daí bate o rage em vc, a tristeza, depressão, indignação e indiferença reativa e raiva por conta da solidão. E vc começa a pouco se importar com o que as pessoas vão pensar de você, já que sua existência é insignificante pras pessoas, então que diferença faz se elas pararem de falar com vc por vc ser um bacaba? Elas já não tavam falando com vc de todo jeito mesmo. Vc n taria perdendo nada sendo um, porque vc iria ser ignorado ou rejeitado de qualquer forma sendo um babaca ou não. Por isso vc já começa a conversa falando de sexo, putaria, pedindo ou mandando nudes. Aka sendo um escroto babaca.
O pior é que vezes ou outra vc vai ser correspondido, o que vai reforçar ainda mais essa atitude medíocre fazendo com que vc continue fazendo isso. De milhares de pessoas que vc chegar, vc recebe 1 ou 2 nudes e o resto vai ser denúncia e xingamentos. Mas pra vc é o suficiente. Pq 1 ou 2 nudes é melhor que nada. Mas no fundo nenhuma conversa frutífera que levará a alguma amizade ou relacionamento, ou lance futuro.
Vc se sente mais vazio ainda
Ou cogita pagar uma prostituta pra tentar tapar esse vazio que vc sabe que no fundo não vai.
Então vc se afunda assistindo pornô e se masturbando. E começa até a pagar por isso tentando suprir em vão uma necessidade de contato humano e intimidade. E começa a mentir pra você mesmo pensando que é bem melhor viver sozinho e seguir esses movimentos mgtow de ressentidos. Mas sabe que não.
Você começa a cogitar o suicídio, mas pensa nos seus familiares e continua vivendo, solitário e confuso por nem saber o porquê vc é solitário. E não há nada que vc saiba que vc possa fazer pra mudar isso.
submitted by null_xD to desabafos [link] [comments]


2020.08.05 19:21 StaleVoid Pergunta as mulheres - Esposa seguindo canal erotico do youtube.

Eu to bem confuso e nao sei oque pensar, minha esposa a uns 2 meses comecou a seguir uns canais japoneses de ASMR e como eles eram em japones, ela comecou a traduzir e acabou fazendo amizade com muita gente que segue o canal, eu fiquei muito feliz por ela quando ela me contou mas acabei descobrindo que o canal eh um canal que entre muitas coisas tem bastante conteudo erotico ( o carinha narrando situacoes sexuais, bem mais pacatas que vemos no ocidente mas ainda assim, situacoes sexuais) ate ai acho que tudo bem, meu problema e que traduzi alguns comentarios dela e ela fala la que vai tirar uma soneca escutando a voz do cara e outros elogios e agora ela fica o dia todo no celular, de manha de tarde e de noite a gente mal conversa, ela me diz que passa 99% do tempo falando com as meninas que seguem o canal sobre a vida delas, escola, faculdade e etc e nao com o cara e eu acredito nela nisso, ainda transamos normal e temos alguns poucos momentos de intimidade e carinho, mas eu ando bem inseguro e ja falei isso pra ela quanto a ela estar procurando essas coisas em outra pessoa que nao seja eu, pode ser besteira e provavelmente eh, ela diz que nao ve problema nisso e nao considera estar me traindo e que me ama muito, ate cheguei a perguntar se ela estava infeliz e se ela queria divorcio pra gente terminar numa boa e ela disse que nao quer, que quer ficar comigo ate pensou em parar de ver os videos, mas eu disse que nao, que nao quero privar ela das coisas que ela gosta e se ela acha que nao e traicao e isso nao afeta oque sente por mim esta tudo bem, mas eu falo isso porque eu realmente nao quero ela fazendo coisas contra a propria vontade, pra mim isso e forcar a barra e vai so causar problemas mais serios la pra frente.
Enfim, estou aqui preocupado, confuso e infelizmente so conseguindo ver isso do ponto de vista masculino da coisa e desconfio que meu ego pode me custar um casamento e um relacionamento que eu achava perfeito ate entao, eu sei que homems e mulheres encaram as coisas de maneiras diferentes, entao eu queria saber o ponto de vista das mulheres do grupo sobre isso, se tenho que me preocupar ou nao, obrigado.
EDIT -
Opa, entao so pra dar um desfexo a historia e agradecer a todos que me leram e tentaram me dar suas opnioes sinceras, chamei ela pra uma segunda conversa e exatamente isso que riddle falou, pra ela e so um passatempo, ela nao fala direto com o cara e nao eh nada pessoal a qualquer momento ela pode parar e tudo bem, comigo nao e assim, eu sou o amor da vida dela e minha importancia na vida dela nem se compara, acredito nela porque conheco a pessoa com quem casei e nao acredito que ela iria mentir, ela ja terminou um relacionamento antes de muitos anos so virando a chavinha e dando tchau quando nao funcionava mais.
Enfim, agradeco a todos voces, muito obrigado.
submitted by StaleVoid to desabafos [link] [comments]


2020.07.30 22:26 Tecnology14 Parece que minha vida está ruindo

Olá pessoal, tudo bem com vocês?
Minha história é longa e complexa, então vou dividi-la em sete partes.
Para começar, minha família, principalmente minha mãe, são um tanto abusivos, porém nunca percebi isso, pois antes de fazer meus 20 nunca tive contato com o mundo externo. Pois é, eu estudei em escola pública, me relacionei com outras pessoas, mas nunca fui incentivado a correr atrás das coisas, e nunca tive uma demonstração de confiança da minha família dizendo que poderia contar com eles. Minha mãe sempre conduzia conversas desconfortáveis querendo saber tudo sobre minha vida, e aconselhando, de uma maneira que não me deixava confortável, sobre o que fazer, porque meu pai era passivo. Pelo meu pai ser passivo, ela ficava muito frustrada e transferia essa frustração para a gente. Quando questionada, ela inventava justificativas sem pé nem cabeça para o que fazia. Tive algumas brigas com ela, e muitos desacertos. Ela me bateu por conta de guarda roupa bagunçado, porque ela vigiava meu guarda roupa. Me proibiu de certas coisas por conta do meu desenvolvimento, e acabou que me tornei um rapaz medroso, tímido, com desenvolvimento atrasado. Vida sexual? Iniciei com 20 anos apenas. Vida amorosa, só agora aos 23. A igreja logo se tornou um fardo, pois a gente ia, mas tínhamos que nos comportar da maneira que ela dizia que era o ideal. Aprendi a tocar violão, virou um prazer, mas a igreja também é abusiva, logo se tornou um desprazer que eu saí, que logo depois disso, as cobranças para voltar começaram em casa também. Minha irmã sempre apoiou o que ela dizia incondicionalmente. As fofocas dela contra a gente sempre existiram, do tipo, se contassemos algo para ela, ela saia espalhando por aí, ao ponto de humilhar-nos e expor nossas intimidades.
Depois disso, vi uma pontinha do mundo exterior, quando comecei a me abrir para ele. Fiz amigos, conheci pessoas, me forcei a falar com pessoas, porque eu sou do tipo que não puxava assunto, mas ainda era socialmente inepto como sou. O controle da minha mãe dura até hoje. Conheci uma pessoa com o qual quase tive um relacionamento que achava o meu relacionamento com a minha mãe algo totalmente fora do comum, porque eu não ia nos lugares que eu tinha vontade por medo da minha mãe proibir, por medo dela achar ruim. Percebi que eu cresci com medo, e por conta disso essa pessoa foi embora da minha vida. Conheci um dos meus melhores amigos, e até hoje ele me fala isso, pois vivenciou situação parecida. Talvez eu tenha perdido grandes acontecimentos na minha vida por medo. Mas isso mudou...
Conheci uma pessoa maravilhosa, com quem eu namoro hoje em dia. Abracei um pouco a mudança e sai da minha zona de conforto. Pela primeira vez me arrisquei a não ligar para o que falavam comigo ou do que iriam pensar. Vivo momento incríveis com ela e sei que é o tipo de pessoa que tenho que manter por perto por toda a vida. Mas tenho que inserir aqui uma comparação: se as discussões, brigas, repreensões, abusos haviam comigo, se tornaram piores depois que comecei a namora-la, ela já quase desistiu de namorar comigo por conta da marcação da minha mãe e minha irmã. As coisas foram melhorando um pouco em relação a ela, mas minha mãe continuava pegando no pé, e como ela bebia, as coisas eram ainda mais piores. Bêbados são uma merda e falam coisas sem pensar.
Minha mãe virou uma pessoa insuportável depois que começou a beber, falava coisas e não tinha filtro. Afirmava coisas das outras pessoas que ela nem sequer sabia sobre. Meu pai não aguentou, e foi ficando cada vez mais distante até que um certo dia, no primeiro dia que comecei em um novo emprego, ele saiu de casa e não quer mais saber da minha mãe. A vida pra ele melhorou muito, mas essa separação colocou os holofotes todos em mim. Uma vez que ele saiu de casa, minha irmã saiu também para prestar residência médica.
Depois que meu pai saiu de casa, minha mãe começou a ir na igreja novamente e parar de beber. Mas eis a questão, minha mãe já era uma pessoa insuportável antes de beber, e agora que eu namorava, toda semana eu tinha que ouvir falar mal da minha namorada e foram episódios que cada vez mais foram se intensificando. E eu era julgado por querer passar mais tempo com ela. As coisas ficaram ruins de novo a ponto do meu relacionamento quase ruir, de ela querer controlar até quais dias da semana eu passava com ela e falar mal dela na minha cara. Já não bastava quando eu estava presente.
Nessa terça não aguentei. Já estava muito chateado com toda essa situação e minha namorada a ponto de terminar. Foi só minha mãe vir falar comigo de novo, que daí eu estourei. Falei tudo que estava sentindo, porém foi violento e foi uma cena terrível de ser vista e vivida. E a casa enxurrada de palavras no rosto da minha mãe descia uma cascata de lágrimas. Eu estava com muita raiva no momento. No final de tudo, ela se vitimizou, perguntando porque eu estava fazendo aquilo com ela, me chamou de cobra e me mandou sumir ou ela sumia. Fui deitar naquela noite totalmente entorpecido, quando ela teve um surto psicótico de regredir ao momento que eu nasci. Esse surto durou uma hora, mas foi o suficiente. A nora de quem ela tanto falava mal foi a primeira a chegar para me ajudar.
Ela acordou no outro dia péssima, e não quer mais falar comigo. Eu disse tudo que precisava dizer, mas me enchi de culpa e de remorço das coisas que eu precisava dizer. Minha vida com ela está ruindo e acredito que as coisas possam não voltar ao normal, e acredito que não há lado positivo nessa situação difícil.
submitted by Tecnology14 to desabafos [link] [comments]


2020.07.16 16:22 fobygrassman ENCONTRE MULHERES CASADAS PORÉM CARENTES em menos de 2 horas e desfrute de um caso esta noite e curta um caso agora!

5 Maiores Razões Mulheres Casadas Traem & Como Conhecê-las De uma dona de casa traidora real
Como uma mulher casada há mais de 7 anos e que “pulou a cerca” várias vezes, fui convidada a escrever este artigo e fornecer algumas idéias para vocês, curiosos sobre o que faz com que uma mulher casada traia e como vocês podem seduzi-las.
As mulheres casadas traem por muitas das mesmas razões que os homens casados traem; Elas são felizes em certas partes do casamento e muito infelizes em outras.
Maiores Razões Mulheres Casadas Traem: 1. Seu marido não a faz mais se sentir sexy / desejável. Depois do meu terceiro ano de casamento, encontrei meu marido e eu “familiarizados de mais” um com o outro. Eu percebia que ele não olhava para mim da mesma forma que ele costumava, com luxúria e desejo, apesar de estar muito mais em forma agora que quando nos casamos.E me vi procurando homens que me olhassem como meu marido quando nos conhecemos.
  1. Quer explorar desejos sexuais (kinks) aos quais ela era imatura demais ou desconhecia em sua juventude. Casei aos 25 anos e, para ser sincera, eu era relativamente inexperiente sexualmente. Eu tive alguns relacionamentos de longo prazo antes do meu marido, mas éramos jovens e o sexy era baunilha, e eu era jovem demais para realmente saber que tipo de “kinks” eu gostava naquela idade. Agora estou casada há 6 anos e o pensamento de fazer meu marido explorar essas fantasias sexuais parece impossível.
  2. Seu marido a vê como uma cuidadora e não um ser sexual. Depois do meu primeiro filho, notei uma queda imediata no sexo e na intimidade, mas isso é de se esperar. No entanto, faz três anos desde então e a intimidade nunca se recuperou. Ele vê eu como uma cuidadora e uma mãe em vez de um ser sexual agora, e é sua perda. Até perdi o peso da gravidez o mais rápido possível e voltei imediatamente à academia, na esperança de que ele aumentasse a vida sexual novamente.
  3. Seu marido a vê como uma cuidadora e não um ser sexual. Nas raras ocasiões em que meu marido inicia a intimidade, geralemnte é apressado e unilateral, e geralmente sem preliminares; tenho certeza que é bom para ele, mas não me satisfaz. Isso me faz sentir como uma “ferramenta” para ele ter orgasmo e tenho certeza que ele percebe que não estou entusiasmada.
  4. Sem paixão, sem excitação, sem emoção. Quando a gente fica íntimo, é sempre em casa, na cama e provavelmente planejado. Quero experimentar lugares novos e emocionantes, ao ar livre, etc. Quero um homem que rasgue minhas roupas no segundo em que chegarmos ao quarto do hotel.
Como atraí-las: 1. Lembre-se de que as mulheres casadas que procuram casos online começam aos poucos e ficam nervosas, excitadas e inseguras. Portanto, comece devagar e deixe-as saber que você pode se relacionar.
  1. Faça-a sentir-se desejável, porque o marido não faz. Comece com um elogio sobre uma de suas fotos ou seu perfil.
  2. Após a apresentação, pergunte a ela o que ela está procurando “idealmente” ou qual é o seu “cenário perfeito”?
  3. Após a apresentação, pergunte a ela o que ela está procurando “idealmente” ou qual é o seu “cenário perfeito”?
  4. Planeje algo emocionante com ela para que ela se comprometa com a reunião. Não precisa ser grande, mas talvez uma nova cafeteria popular ou uma livraria. O fato de você se reunir em segredo é suficiente para tornar a reunião tentadora.
Sites de namoro de casados ​​como Ashley Madison oferecem aos usuários um lugar seguro e discreto para interagir com pessoas com a mesma ideia em um ambiente livre de julgamento. Sites como Ashley Madison tiraram a maior parte do risco e suposições do flerte de casados e provaram ser uma alternativa mais segura aos antigos casos no trabalho.
submitted by fobygrassman to mulheres_casadas [link] [comments]


2020.07.16 07:13 vlacrd Icônico fim de um relacionamento

Março de 2020, tinha 19 anos e ela 18, estava ingressando numa faculdade a mais de mil quilômetros da minha cidade, eu e ela estávamos nos desentendendo bastante, mas via aquilo apenas como uma fase, afinal ja tínhamos um ano e 3 meses de namoro e vivemos bastante coisa. Tínhamos planos de morarmos juntos durante esse período de universidade, estava quase tudo certo.
Chega final de março, volto pra casa por conta do vírus, passado alguns dias ela some por algumas horas no whatsapp sem me avisar. Fiquei preocupado, logo mandei mensagens e tentei ligar, então eu recebo uma mensagem no Messenger dela me falando que o pai dela havia pegado o celular dela e tinha visto toda a nossa intimidade, e por ela ser de família evangélica aquelas coisas eram inadmissíveis para eles.
Então eles pegaram o celular dela, não deixaram ela dormir mais no quarto dela e proibiram o relacionamento dela comigo. Nós não estávamos indo bem, mas sabia que de alguma forma iríamos nos acertar, afinal todo relacionamento tem altos e baixos não é mesmo?. E como ocorreu isso, estava cm as mãos atadas, pois iria abrir um processo contra eles devido a esses danos causados e eu já possuía provas suficientes, mas a pedido dela não fiz nada, então o que estava se acabando foi finalizado com isso, essa intromissão em meu relacionamento foi o estopim para o fim.
Já faz um pouco mais de dois meses sem ela, sinto a falta dela porque me via num futuro com ela, éramos tipo John Lennon e Yoko, Johnny Cash e June... Infelizmente tudo se acabou e ela é a lembrança que mais me dói, pois pior que a morte de um ente querido, é saber que alguém que você sempre amou, hoje já não pode ser mais nada seu, apenas um passado que divide o mesmo céu.
Tenho escrito poemas para vc, espero que um dia você possa ler eles...
-J.L.
submitted by vlacrd to desabafos [link] [comments]


2020.07.10 06:11 whoisnalu tenho medo de me perder

eu vejo tanta gente que muda de personalidade quando começa um relacionamento, que acho que esse é o meu maior medo e é o fator que faz com que eu fuja de relacionamentos.
eu tenho essa prima que já é casada há algum tempo e me parece que cada vez mais ela fica mais parecida com o marido, em pequenas e grandes coisas. desde gostos para programa de tv até posicionamento politicos. e eu realmente acho que ela muda perto dele, pq mesmo hoje em dia, ela meio que é diferente quando ele tá presente ou não. e é extremamente irritante e decepcionante ver isso. ao mesmo tempo, não tenho intimidade pra chegar e dizer isso. e ai que morra meu medo, eu mudar sem perceber e ninguém ter a coragem de vir e me falar.
submitted by whoisnalu to desabafos [link] [comments]


2020.06.29 02:20 talyta200412 EU REALMENTE PRECISO AMAR ALGUEM PRA SER FELIZ?

Eu sou uma menina e por isso tenho dificuldade de me relacionar com garotos em geral, tenho amigos, mas nao temos uma grande intimidade comparando as que eles tem com as outras meninas, acho q por esse motivo nao consigo gostar de alguem de verdade, tenho quase 16 anos e simplismente nunca gostei de ninguem, e isso meio q me preocupava no inicio, mais agr eu ja aceitei q talvez nunca tenha um relacionamento. Quando conversei isso com as pessoas elas sempre falam q é por causa da idade e tals, pode ser q seja, mais ate agr nao fiz nada para mudar isso, pois, talvez eu esteja me cobrando demais para ter um relacionamente, nao acredito nisso de que todos temos sua " cara metade". Pq creio q posso estudar e conquitar oq eu quero sem precisar estar com outra pessoa para me completar, por assim dizer.
Tambem me deixa triste saber q tem garotos q gostam ou gostaram de mim e eu nao pude responder seu sentimentos . Isso as vezes me faz pensar q sou uma pessoa ruim, e q tipo primeiro vem a atraçao pra dps vir o sentimento mais sla é isso.
submitted by talyta200412 to desabafos [link] [comments]


2020.06.28 23:15 lord5600 Não acredito em amizade e não me faz faltar ter amigos

O título já diz tudo. Esse é uma conclusão que cheguei depois de amadurecer. No fundo, eu não acredito na amizade. Eu acho que toda relação de amizade é baseada em "compatição" de alguma forma, interesse em algum grau ou culpa. A amizade genuína não existe.
A minha ex esposa é minha amiga mas acredito que seja mais por culpa que ela mantém a "amizade". Como sofri muito quando nos separamos, creio que ela mantém contato apenas por causa de algum grau de pena/culpa.
A minha atual esposa é minha amiga, claro. E é o mais perto de amizade genuína que acho ser possível chegar. Temos intimidade e por isso somos amigos, além de sermos amantes e um casal.
Fora de um relacionamento intimo, a amizade é um jogo de poder, culpa e competição.
Não sinto falta de ter amigos. Aqueles que um dia acreditei ser meu amigo nunca foram e na primeira oportunidade me passaram pra trás. Eu trabalhei com um gordo fdp que pensei que fosse meu amigo até descobrir que o fdp fazia fofoca com as coisas que eu contavam pra ele.
Enfim. Sejam vcs mesmos o seu próprio amigo. Não dependam dos outros para validar nada pq a amizade genuína só existe em relacionamentos intimos e só ate durar esse relacionamento/casamento.
submitted by lord5600 to desabafos [link] [comments]


2020.06.17 20:01 pico0170 Me afastei da minha melhor amiga por amor..?

Bom, eu e minha melhor amiga nos conhecemos a 6 anos, e desde então somos inseparáveis, mas desde a época em que a conheci eu amo ela como algo a mais do que uma simples amiga. Com o passar dos anos, nós crescemos juntos e eu acompanhei todos os relacionamentos dela sempre apoiando, afinal, mesmo amando ela eu queria ver ela feliz acima de tudo. Recentemente, eu me declarei pra ela e ela me disse que sentia o mesmo por mim, oque me deixou muito feliz, mas como ela tinha acabado de sair de um relacionamento e ainda estava meio baqueada nós decidimos não nos envolver numa relação, mas de qualquer forma eu estava muito feliz e radiante pois a pessoa que eu amei a vida inteira correspondeu meus sentimentos. Algum tempo depois disso, eu fui visitar ela e encontrei ela ficando com um rapaz bem mais bonito que eu, e fiquei muito chateado, mas quando contei pra ela, ela se sentiu muito culpada e eu acabei sendo a pessoa que da o suporte e não quem recebe o suporte. No mesmo mês, eu fiquei com uma menina pra tentar esquecer o ocorrido, mas mantive em segredo dela. Meses se passaram e ela continuou tendo contato com outros rapazes, inclusive meu primo, sem nenhuma restrição, oque não está errado e eu não a culpo por isso, ja que nós não tínhamos uma relação, mas eu pessoalmente não conseguiria falar com outras moças da forma que ela falava com outros rapazes (inclusive, um dos rapazes com quem ela mais falava e mais tinha intimidade depois de mim era meu proprio primo, que ela ja admitiu pra mim ter considerado namorar com ele). Enquanto conversávamos sobre essa relação dela com meu primo, algo que me incomodava muito, eu contei do caso que tive com a outra menina, e isso abalou ela, não por eu ter ficado, mas por não ter contado antes. Logo que soube disso, a decisão dela foi instantânea e instintiva: a partir de agora nós somos apenas amigos e meus sentimentos por você não passam disso. Eu fiquei impressionado com a maneira que ela conseguiu mudar os próprios sentimentos com tanta facilidade e cheguei a pensar que ela na verdade só dizia que gostava de mim pra não me magoar, mas não tirei a razão dela, afinal eu estava mesmo errado em esconder. Depois desse acontecido, eu senti muita dor por não poder mais ter ela, e ela se aproximou bem mais do meu primo, o que me machucou demais, mas nós ainda estavamos nos falando normalmente e prometemos um ao outro que seriamos melhores amigos ainda, mesmo com essa aproximação repentina a ele. Hoje eu desabei pra ela e disse o quanto eu estava me sentindo machucado e o quanto me manter nessa relação com ela estava me fazendo querer cada dia mais sumir (desde os 7 anos eu sofro de depressão e ansiedade, algo que tenho que tratar com medicações, e isso obviamente não ajudou muito, ate durante o periodo da nossa relação eu era muito paranoico e desesperado por atenção e desconfiava de tudo). Depois de declarar que eu ia cortar os laços ela não se manifestou, apenas demonstrou que estava chateada, mas da forma mais seca possivel, como se fosse algo que ela ja esperava, e não se manifestou mais a respeito disso. Eu estou muito chateado e abalado ao ponto de não conseguir sair da cama, mas sinto que fiz oque era melhor pra mim pela primeira vez em anos. No fim das contas, espero que ela fique bem porque ainda amo ela mais do que qualquer pessoa, e espero que ela ache alguem, enquanto eu sigo minha vida tentando dar mais valor a mim mesmo.
Obrigado por me darem esse espaço pra desabafar, ja que a pessoa que eu costumava desabafar é a personagem dessa história. É isso.
submitted by pico0170 to desabafos [link] [comments]


2020.06.14 21:59 StandoPowa_ Continuo sem nunca ter tido uma relação verdadeiramente íntima

23 anos e as únicas experiências amorosas que tive foram com algumas garotas do Tinder que saíram comigo e depois fingiram que nunca tinham me conhecido.
Sempre sonhei em ter uma namorada, alguém pra dizer que é verdadeiramente minha companheira, sabe? Me considero uma pessoa romântica, mas de que adianta, se nunca de fato pratiquei isso?
Vejo as pessoas da minha família com a minha idade já de aliança, ou com filhos. Claro, eu não preciso arcar com um monte de complicação de um relacionamento sério, mas... Deve ser legal ter alguém fixo. Alguém... "Real".
Me sinto deslocado e envergonhado quando meu pai me olha com aquele olhar de decepção por nunca ter me visto com ninguém. Por nunca ter apresentado ninguém pra minha família; devem pensar que sou gay (o que não é um problema, mas eu não sou), ou que eu sou um desgraçado anti-social. Doeu ouvir meu pai falando pra um parente que provavelmente o filho mais velho dele vai viver pra sempre na casa onde cresceu.
Trabalho, ajudo muito em minha casa; sou considerado uma pessoa madura. Mas me falta tanta intimidade e amor real de alguém que não consigo me sentir um adulto completo.
Enquanto isso, meu primo recém divorciado que ganha um salário mínimo já arrumou uma nova noiva muito linda e que adora ele. E eu só no shuffling das mesmas garotas de perfil "bora tomar um litrao, se pegar e depois nunca mais conversar".
O que mais falta na minha vida é amor - e uma intimidade real. Não consegui o que realmente desejo no Tinder, mas graças a sua existência pelo menos eu não sou um padre.
E é com toda essa introspecção que eu passo meu domingo - invejando, mas sempre desejando o melhor, aqueles que tem tão fácil o que eu nunca consegui.
Resumindo de forma bem tosca: só queria uma namoradinha kkkkkkkkkkkkk
submitted by StandoPowa_ to desabafos [link] [comments]